0

'Carros gourmet': até R$ 11 mil mais caros que versão básica

Montadoras colocam itens exclusivos em alguns veículos que, com a mesma motorização, custam mais para o consumidor

9 jun 2015
12h48
atualizado às 14h27
  • separator
  • comentários

Os alimentos “gourmet” fazem sucesso no Brasil, mas se destacam, principalmente, por custarem bem mais caro que itens parecidos – e em alguns casos apenas o nome é alterado. Podemos pensar que a "gormertização" também chegou aos carros, ainda que a aplicação de acessórios e coisinhas a mais não seja conhecida como tal pelo mercado.

Siga Terra Notícias no Twitter

Recentemente, as principais fabricantes do País lançaram novas versões de alguns carros que, ao receber itens como mudanças nas rodas, adesivos e saias laterais, ficam até R$ 11 mil mais caros que a versão básica. O problema é que, na maioria dos casos, a motorização dos veículos é a mesma, com o carro ficando apenas com algumas diferenças por fora. Confira.

Ford New Fiesta Sport
Esportivo apenas no nome, o New Fiesta Sport é uma aposta da Ford para disputar com outros concorrentes “apimentados” como o HB20 Spicy e o Fox Pepper. Com a cara mais invocada que o New Fiesta, a versão esportiva do veículo vem equipada com o mesmo motor 1.6 litro manual, de 128 cavalos, das outras versões. A diferença está mesmo do lado de fora, onde a Ford aproveitou para fazer mudanças e atrair mais consumidores.

De série, o New Fiesta Sport tem como itens exclusivos a grade dianteira e retrovisores em preto alto brilho, faróis com máscara negra, saias laterais, para-choque dianteiro com spoiler integrado, rodas de liga leve de 16 polegadas com pintura exclusiva, aerofólio traseiro e soleira com identificação Sport.

Baseada na versão SE do New Fiesta, a "esportiva" custa R$ 58.900, ou seja, R$ 6.200 a mais que a versão que não possui os itens exclusivos, mas vem de série com ar-condicionado digital, direção elétrica, vidros elétricos, controle eletrônico de estabilidade e tração e assistente de partida em rampa.

New Fiesta Sport
New Fiesta Sport
Foto: Ford / Divulgação

Hyundai HB20 Spicy

Com acabamento mais esportivo, a Hyundai lançou o HB20 Spicy, com produção limitada em 3,5 mil unidades. Comercializado nas motorizações 1.0 litro e 1.6 litro, o carro é oferecido nas cores vermelho, prata e branco, e vem com saias laterais, grade frontal hexagonal com acabamento em preto brilhante e difusor de ar traseiro na cor preta.

Além disso, o HB20 Spicy possui faróis máscara negra, rodas de liga-leve com acabamento grafite, retrovisores em preto brilhante e emblema Spicy nos para-lamas. O pacote, porém, faz o carro custar R$ 45.050, com motorização 1.0 litro, sendo R$ 3.185 mais caro que a versão Comfort Plus.

Com motorização 1.6 litro, o HB20 Spicy é oferecido nas configurações manual ou automático, custando R$ 50.575 e R$ 54.145, respectivamente. Com isso, o carro fica R$ 3.550 mais caro que a versão Comfort Plus automática e R$ 3.340 mais caro que a série Comfort Plus manual.

Hyundai HB20 Spicy
Hyundai HB20 Spicy
Foto: Hyundai / Reprodução

JAC J3S

O modelo chinês não foi tão “gourmetizado” como os outros veículos, já que possui motorização 1.5 litro, acima da 1.4 litro da versão comum. Ainda assim, os 17 cavalos a mais não trazem a “esportividade” afirmada pela marca.

O visual também muda pouco, com destaque para as faixas laterais e faróis escurecidos na parte do fora, além da iluminação vermelha do painel e os pedais com capa de aço inoxidável.

Com as mudanças, o J3S custa R$ 41.990, R$ 2.400 a mais que o J3 – R$ 39.590.

JAC J3 S
JAC J3 S
Foto: Reprodução

Fiat Uno Sporting

Transmissão automatizada de embreagem simples: apenas esse detalhe deixa difícil que os consumidores aceitem a nomenclatura Sporting para essa versão do Uno. O sistema colocado no veículo não possui alavanca e é acionado por botões – a mesma tecnologia utilizada no Fiat 500 Abarth – o que deixa o carro R$ 3.129 mais caro.

A aparência realmente ficou mais esportiva, com faróis escurecidos, adesivos laterais, saída dupla de escape e rodas exclusivas, mas a motorização 1.4 litro de 88 cavalos, que também equipa as outras versões do carro, diminuem a esportividade.

O Uno Sporting custa R$ 42.230, enquanto a versão Way 1.4 Evo parte de R$ 40.690, ou seja, R$ 1.540 mais barata.

Novo Uno Sporting
Novo Uno Sporting
Foto: Divulgação

Volkswagen Amarok Dark Label

A versão Dark Label da Amarok foi lançada neste ano e tem alguns itens exclusivos. Montada em cima da Trendline, a Dark Label vem equipada com estribos em preto fosco, Santo Antônio preto, roda de liga-leve de 17 polegadas (como opcional pode vir com roda toda preta de 18 polegadas), spoiler inferior dianteiro, capa de retrovisor e maçanetas em preto e iluminação da placa traseira em LED.

Internamente, o carro possui volante de direção multifuncional em couro, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro – sem câmara de ré –, revestimento dos bancos de couro, bancos com ajuste lombar e de altura, airbags laterais e sistema Isofix.

A picape custa R$ 140 mil, cerca de R$ 11 mil a mais que a versão Trendline, que parte de R$ 128.939.

Amarok Dark Label
Amarok Dark Label
Foto: Felipe Oliveira / Terra

Volkswagen Fox Pepper

Versão apimentado do Fox, o Pepper é mais um caso de “esportivação” apenas no visual do veículo. Equipado com o mesmo motor 1.6 litro da versão Highline, na qual é baseado, o Fox Pepper vem com câmbio manual ou automatizado, volante multifuncional revestido em couro, travas e vidros elétricos, controle de tração, pedais esportivos, bancos revestidos em couro e ar-condicionado.

Por fora, o carro possui faróis e lanternas com máscaras negras, faróis e lanternas traseiras de neblina, escapamento com ponteira dupla cromada, soleiras nas portas dianteiras, rodas de liga leve aro 15 e grade frontal em forma de colmeia e com friso inferior vermelho.

O Fox Pepper é vendido por R$ 53.110 na versão manual, R$ 1.330 a mais que a Highline.

Volkswagen Fox Pepper
Volkswagen Fox Pepper
Foto: Divulgação

Volkswagen Cross up!

Aproveitando a moda “aventureira”, a Volkswagen lançou durante o Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado, o Cross up!. De série, o veículo tem como itens exclusivos ar quente, preparação para som, volante e alavancas de câmbio e freio de mão com revestimento em couro sintético, rodas com desenho exclusivo, para-choque mais fino e com pintura prateada, contornos cromados nos faróis de neblina, rack de teto, friso lateral com o nome da versão e soleira em alumínio com emblema "cross up!".

O veículo é comercializado por R$ 41.720 na configuração com câmbio manual, quase R$ 1 mil mais caro que a versão high up!, com os mesmos itens de série.

Volkswagen cross up!
Volkswagen cross up!
Foto: Divulgação

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade