0

Pequenos negócios apostam na web e conseguem mais clientes

Estratégias de divulgação na internet, como comentários positivos sobre a empresa, podem se tornar poderosa alavanca de vendas

23 dez 2015
07h00
  • separator
  • comentários

Um dos maiores desafios enfrentados pelo pequeno empresário é tornar seus produtos e serviços conhecidos pelo público. Para superar esta dificuldade, alguns negócios de menor porte investem em panfletos, outros, em jornais de bairro. Mas o que poucos empreendedores sabem é que uma simples resenha feita por um cliente na internet pode ser uma poderosa alavanca de vendas.

Vale a pena apostar em franquias de baixo investimento?

Este artifício, por exemplo, ajuda a melhorar a posição da empresa em buscadores on-line, o que, em geral, impacta positivamente o negócio. Mas para fazer uso dele, é preciso saber explorar as potencialidades oferecidas pela web. E o primeiro passo é ocupá-la.

Pequenas empresas ainda usam pouco o potencial da internet
Pequenas empresas ainda usam pouco o potencial da internet
Foto: Sergey Nivens / Shutterstock

De acordo com Caio Sigaki, sócio do Elefante Verde, startup com foco em marketing digital, mais da metade dos pequenos negócios estão fora da internet. “Isso acontece porque os empresários não sabem por onde começar esse trabalho ou acham que é algo muito caro”, afirma.

O salão de cabeleireiros Cris Hair, de Recife (PE), decidiu apostar na divulgação via web e não se arrependeu. “Um representante da empresa Elefante Verde passou na frente do salão, viu que estava vazio e veio conversar comigo. Eu não tinha muito dinheiro, mas decidi participar, pois o investimento era baixo”, afirma Maria Cristina Bezerra, proprietária do Cris Hair.

A principal estratégia para colocar o negócio em evidência foi pedir que antigos clientes escrevessem resenhas na internet sobre o salão. Um computador foi disponibilizado no próprio estabelecimento. Para a surpresa de Maria Cristina, o retorno veio em curto prazo. Ela conta que, em pouco menos de 15 dias, recebeu várias ligações com pedidos de informação sobre serviços oferecidos no local. “Não imaginei que daria certo. Hoje, em média, cinco pessoas por dia nos procuram, porque viram o salão na internet.”

O massagista Sidney Ueta, que atua na cidade de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo, é outro que resolveu apostar no potencial da web. “Inicialmente, recorri aos panfletos, então, decidi experimentar a estratégia pela internet. Esta última alternativa se mostrou muito mais efetiva. Chego a receber cinco clientes por semana em função do posicionamento (na busca) no Google”, revela.

Caio Sigaki enfatiza que nem sempre a resposta da divulgação de uma empresa na internet é imediata. “É um trabalho que leva de uma semana a três meses para apresentar resultados, dependendo da área de atuação. Porém, mesmo demorado, é mais barato e efetivo do que a mídia tradicional, pois você sabe quem está atingindo e consegue mensurar os resultados.”

Fonte: PrimaPagina

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade