5 eventos ao vivo

Entidade ajuda a atrair investidores para negócios sociais

Artemisia vai selecionar dez empresas para programa de fortalecimento de empreendimentos em áreas como saúde e educação

15 mai 2014
08h01
  • separator
  • comentários

A Artemisia, organização pioneira no apoio a negócios de impacto social no país, vai selecionar dez empresas para participarem de seu programa de aceleração. Durante três meses, os empreendedores escolhidos terão a oportunidade de participar de um intenso processo para maturação de seus negócios, que inclui, entre outras coisas, acompanhamento personalizado para cada selecionado, acesso à rede de colaboradores da organização para estimular parcerias e contato com potenciais investidores.

A Artemisia está com inscrições abertas para seu programa de aceleração de negócios sociais, que existe desde 2011. As inscrições podem ser feitas no site da organização até o dia 15 de junho
A Artemisia está com inscrições abertas para seu programa de aceleração de negócios sociais, que existe desde 2011. As inscrições podem ser feitas no site da organização até o dia 15 de junho
Foto: Michael Jung/Shutterstock

Débora Basso, coordenadora de busca e seleção de negócios da Artemisia, ressalta que a organização trabalha com um tipo muito particular de empreendimento: “São empresas que visam não só o lucro, mas, também, o impacto social”. Assim, trata-se principalmente de iniciativas voltadas a áreas como educação, saúde, habitação e microfinanças, que forneçam produtos ou serviços voltados para as classes C, D e E. Além disso, é preciso que os negócios sejam escaláveis, ou seja, possam beneficiar muitas pessoas.

“O objetivo do programa é literalmente acelerar o crescimento das empresas, observando os desafios objetivos de cada uma para que, num curto período, estejam mais preparadas para o mercado”, explica Débora.

Outro critério para participar é que o negócio tenha sócios que já estejam totalmente comprometidos com a iniciativa. “Empreender é um grande desafio no Brasil, há muitas barreiras”, constata Débora, que ainda acrescenta: “A aceleração não garante o sucesso, pois isto depende muito mais do empreendedor, mas ajuda a reduzir as barreiras”.

O mercado de negócios sociais é incipiente no Brasil, mas tem crescido com rapidez. Há dez anos, quando a Artemisia surgiu, não havia nenhum fundo que investisse neste tipo de negócio. Hoje, há 12. Além disso, Débora lembra que, quando o programa começou, em 2011, a organização avaliava cerca de 100 concorrentes para cada rodada semestral de aceleração. “No ano passado, tivemos mais de mil inscritos no total”, afirma.

Os números do programa, que já teve seis turmas, impressionam. Por ele passaram 35 negócios que, juntos, arrecadaram mais de R$ 25 milhões até um ano depois da aceleração, beneficiando 3 milhões de pessoas com seus negócios e gerando cerca de 350 empregos diretos.

Os interessados em participar do processo seletivo têm até 15 de junho para fazer a inscrição no site da Artemisia. O programa de aceleração, por sua vez, está previsto para começar em agosto e terá duração de três meses.

Fonte: PrimaPagina

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade