1 evento ao vivo

Gosta de moda? Confira 7 nichos promissores para investir

Pesquisa do Sebrae aponta áreas que têm potencial de crescimento, como roupas voltadas a gordinhos e evangélicos

  • separator
  • comentários

Se o Brail tem cerca de 800 mil pequenas empresas ligadas ao mundo da moda, como quem está começando um negócio agora nesse setor pode fazer diferença? A resposta pode estar nos nichos, afirma a coordenadora de varejos de moda do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Wilsa Sette.

A aposta em segmentos específicos, segundo ela, permite atuar junto a pessoas com características e interesses comuns. “Para o pequeno é sempre mais vantajoso, pois você atende de perto as necessidades do seu consumidor. Além disso, é uma forma de escapar de bater de frente com uma grande rede”, comenta.

Blog: Somos maiores que São Paulo

Wilsa liderou um estudo para investigar quais os nichos mais promissores para investir no momento. Usou, para isso, o cadastro de empresas do Sebrae. “Separamos aqueles que mais cresceram nos últimos anos, que têm mais fornecedores e menor concorrência, oferecendo as melhores oportunidades”, diz. Confira a seguir.

Moda Plus Size – além de faturar alto (movimentou R$ 5 bilhões no último ano), este mercado tem um grande potencial. Segundo dados do Ministério da Saúde, 50,88% dos brasileiros estão acima do peso, e 17,5% são classificados como obesos.
Dica: aposte em peças com bom caimento e conforto e que, ao mesmo tempo, estejam antenadas com as tendências da moda.

Foto: iconogenic / Shutterstock

Moda Brechó – Consumir peças usadas, exclusivas e reaproveitadas, tem se tornado uma alternativa de consumo na moda. É um segmento de baixo risco e pouca concorrência, público diversificado e fiel e investimento inicial relativamente baixo. Não por acaso, o número de pequenos negócios com este viés cresceu 210% nos últimos cinco anos.
Dica: ofereça atrativos, como bar, café e música ambiente. Isto ajuda a atrair novas pessoas que podem tanto consumir como se tornar fornecedores de peças usadas.

Foto: nito / Shutterstock

Moda Streetwear – este estilo nasceu nos anos 90 relacionado à prática do skate. Porém, ampliou-se e hoje forma um estilo que inclui pessoas que nem se atrevem a colocar os pés numa tábua rolante – mas valorizam características como frescor e juventude.
Dica: dê ênfase a canais de venda on-line e ações nas redes sociais.

Foto: Ataka / Shutterstock

Moda Sustentável – mais do que a estética, o preço ou o conforto, o público aqui valoriza as marcas que seguem princípios relacionados a preservação ambiental e respeito às pessoas. Portanto, entrar neste nicho é obrigatoriamente se comprometer com isso – qualquer deslize pode ser fatal para a imagem do negócio.
Dica: busque bons fornecedores com viés ecológico e invista no e-commerce para ser visto por aqueles que buscam alternativas “verdes”.

Foto: mangostock / Shutterstock

Moda Country – um dos ritmos mais ouvidos no Brasil, o sertanejo também inspira outras áreas. No campo da moda, caracteriza-se por um corte mais alto da calça, uso de fivelas e cintos, manga longa nas camisas, estampa xadrez, botas, chapéu, entre outros elementos.
Dica: Faça parcerias com duplas sertanejas, casas de shows e festas do gênero para promover a marca.

Foto: Oscar C. Williams / Shutterstock

Moda Gestante – trata-se de um nicho interessante por conta das mudanças constantes no corpo da mulher, que a levam a rever o vestuário várias vezes ao longo de nove meses. Por outro lado, as gestantes são consumidoras bastante exigentes e que passam por um momento de ansiedade, impaciência e insegurança.
Dica: ofereça peças que melhorem a autoestima e valorizem a silhueta da mulher.

Foto: Ivory27 / Shutterstock

Moda Gospel – os adeptos da religião evangélica buscam elegância, estilo e conforto, mas geralmente com um visual menos ousado. Focar seu negócio nisso pode garantir o acesso a um amplo público consumidor –  afinal, de acordo com o Censo 2010, o Brasil tem 42 milhões de evangélicos.
Dica: algumas peças de pouco apelo junto ao público geral encontram grande aceitação neste nicho, como saias mais compridas e blusas sem decote.

Foto: Blend Images / Shutterstock

Fonte: PrimaPagina

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade