0

Cinco dicas para tornar a sua empresa mais sustentável

13 jan 2014
14h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Para começar, o empreendedor pode buscar ficar por dentro das regulamentações ambientais que giram em torno de seu setor. Além de ficar ciente, ele pode elaborar projetos internos que façam com que a empresa fique dentro das normas
Para começar, o empreendedor pode buscar ficar por dentro das regulamentações ambientais que giram em torno de seu setor. Além de ficar ciente, ele pode elaborar projetos internos que façam com que a empresa fique dentro das normas
Foto: Dreamstime

Não há dúvidas de que a sustentabilidade se tornou tema de discussão entre consumidores, varejistas e fornecedores. A cadeia de consumo, em função de exigência do público e até de geração de economia ou receita para o negócio, vem se conscientizando que práticas sustentáveis só trazem benefícios para uma empresa. 

"No caso do empreendedor, ele só vai perceber e de fato tomar alguma atitude quanto à sustentabilidade quando enxergar que essas pequenas mudanças podem lhe gerar receita ou economia de custos", afirma Dalton Vieste, professor de empreendedorismo da Trevisan Escola de Negócios, de São Paulo. "Ou seja, na maioria das vezes, ele só irá se dispor a trabalhar de maneira mais sustentável se houver benefício monetário." 

Como exemplo, Dalton cita um empreendedor que faz o descarte de determinado material de forma correta. "Ele consegue ganhar alguma receita com a venda daquilo que, para ele, era apenas lixo", explica. 

O professor afirma ainda que, no que se refere à "pressão" por parte do público-alvo para que as empresas apresentem serviços e produtos com preocupação sustentável, ela ainda é muito pequena. "O Brasil ainda está muito atrasado no que se refere a este assunto. Até o publico está atrasado. Ainda são poucas as pessoas que realmente cobram sustentabilidade das empresas que fazem parte da sua lista de consumo", diz Dalton. 

Com o intuito de ajudar a implantar práticas simples que possam tornar uma empresa mais sustentável, oTerra preparou, junto com professor Dalton, cinco dicas para tornar os processos de um negócio mais sustentável. Confira. 

1. Regulamentações ligadas ao meio ambiente
Para começar, o empreendedor pode buscar ficar por dentro das regulamentações ambientais que giram em torno de seu setor. Além de ficar ciente, ele pode elaborar projetos internos que façam com que a empresa fique dentro das normas. 

2. Separação e descarte correto do lixo produzido
A separação e descarte correto do lixo produzido por uma empresa não custa nada - muito pelo contrário, pode até gerar receita. Isso depende muito do tipo de lixo que é produzido no local. Além de ajudar o meio ambiente, o empreendedor ainda vai colaborar para a geração de empregos da indústria de separação de lixo. 

"Por exemplo, uma empresa que descarta muito alumínio. Fazendo a coleta correta, ela vai ajudar o meio ambiente e, ainda, ganhar algum dinheiro pela venda do material", conta o professor. 

3. Bom relacionamento com funcionários
Sustentabilidade vai muito além de tratar bem do meio ambiente. A gestão das pessoas envolvidas dentro de um negócio também é um tema relacionado à sustentabilidade de um negócio e à responsabilidade social do empresário. "Normalmente, o empreendedor parte do pressuposto de que todo mundo é 'preguiçoso'. Ele nunca deve pensar assim e, também, não pode exagerar na abertura para os funcionários. O ideal é que encontre um meio termo. Que ele seja um 'pai' que sabe repreender, quando necessário, sabendo sempre enxergar que, antes de seu funcionário, essa pessoa é um ser humano", indica Dalton. 

4. Parcerias sustentáveis
Para Dalton, buscar fornecedores e parceiros que também tenham uma filosofia sustentável é um grande desafio. "Talvez, fique mais simples o empreendedor incentivar os parceiros a também se preocupar com a sustentabilidade do que buscar novos que já tenham essa prática interna", esclarece. 

5. Consumir os recursos naturais de maneira consciente
Consumir os recursos naturais de maneira consciente é essencial para qualquer empresa. Além de diminuir custos, essa prática vai ajudar o meio ambiente. No entanto, segundo o professor da Trevisan, o empreendedor deve tomar cuidado ao empregar essa prática em seu negócio. 

"Ele não deve simplesmente comunicar aos funcionários que eles terão que fazer o uso consciente dos recursos naturais. Os colaboradores vão acabar achando que o chefe é um 'mão fechada', que, na verdade, esta usando o pretexto de sustentabilidade para economizar em conta de água, luz e compra de papel para o escritório, por exemplo", afirma Dalton. "O ideal é conversar com os funcionários, pedir que eles participem dando soluções, orientá-los quanto aos novos objetivos da empresa etc." 

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Fonte: Cross Content Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade