0

Recordista mundial confirma favoritismo e é ouro em prova "brasileira"

15 nov 2011
21h10
atualizado em 16/11/2011 às 13h11

Recordista mundial e campeão paraolímpico dos 100 m T11 (prova para atletas com deficiência visual), o brasileiro Lucas Prado confirmou o seu favoritismo na tarde desta terça-feira e levou a medalha de ouro da prova nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara. Ele percorreu a distância em 11s15, novo recorde do torneio, mas ficou 12 centésimos acima da marca mundial.

Lucas Prado não sentiu a pressão com o favoritismo e assegurou a conquista do ouro
Lucas Prado não sentiu a pressão com o favoritismo e assegurou a conquista do ouro
Foto: Patrícia Santos/Fotocom / Divulgação

Veja o quadro de medalhas dos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara

A competição, que teve quatro finalistas, teve ainda outros dois atletas brasileiros. Daniel Silva ficou com a medalha de prata ao correr para 11s49, enquanto Felipe Gomes, que havia quebrado o tempo do Parapan nas semifinais, com 11s23, não manteve o bom desempenho e ficou em quarto, com 11s80. O medalhista de bronze foi o cubano Arian Iznaga.

Pouco antes, os três representantes da delegação nacional haviam conquistado passagem para a final dos 200m T11, vencendo suas respectivas classificatórias.

Mais ouros:

Outra medalha de ouro brasileira no Parapan de Guadalajara em provas de velocidade do atletismo foi conquistada por Yohansson Nascimento. Ele completou os 100 m da categoria T46 em 11s08, com mais de 0s1 de vantagem sobre o cubano Raciel Gonález, prata graças ao tempo de 11s20.

Já na disputa dos 400 m T12, Thierb Siqueira se sagrou campeão com grande diferença em relação ao colombiano Jorge González. O brasileiro completou a disputa em 50s79, deixando o rival para trás com 52s05. O pódio foi completado por Vargas Argenis, bronze para a Venezuela com a marca de 53s38.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade