Terra da Diversidade

publicidade
21 de junho de 2011 • 15h18

Empresa adota rotação de cargos para encontrar aptidões

Juliana Monteiro, coordenadora de recrutamento e seleção da Unimed Paulistana
Foto: Divulgação
Marina Pita
Direto de São Paulo

A Unimed Paulistana adotou uma estratégia diferente para encontrar cargos ideais para as pessoas com deficiência interessadas e capacitadas a trabalhar em uma empresa da área de saúde: a rotação de funções.

O projeto consiste de duas etapas. A primeira é a formação, três meses de treinamento e capacitação para as pessoas com deficiência selecionadas previamente, sem qualquer restrição a tipo de deficiência. Na seqüência, os profissionais vão para o processo de rotação de cargos e passam por diversas áreas administrativas da empresa.

"Neste momento o profissional poderá conhecer a empresa de maneira efetiva e na prática. É também aí que ele mostra seu trabalho, podendo ser efetivado", explica Juliana Monteiro, Coordenadora de Recrutamento e Seleção da Unimed Paulistana. Até o momento a companhia tem contratados 89 profissionais com deficiência.

De acordo com a área de recursos humanos, a rotatividade por vários funções antes da contratação foi uma forma encontrada pela empresa para superar as barreiras encontradas na inserção de pessoas com deficiência no quadro da empresa, como a resistência por parte dos gestores em disponibilizar vagas para esses profissionais, o baixo nível de escolaridade dos candidatos e a falta de experiência.

Para ampliar o número de pessoas contratadas, a Unimed Paulistana tem feito também um trabalho de divulgação. Entre uma das iniciativas tomadas pela companhia foi a participação na Feira de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (Reatech).

"Participamos pelo segundo ano consecutivo. Nosso interesse é divulgar o trabalho desenvolvido pela Unimed Paulistana e captar novos profissionais, pois o projeto está em andamento e nossa meta é superar as expectativas e acima de tudo, continuar contratando pessoas que possam contribuir com o desenvolvimento e o crescimento da empresa", afirma Juliana.

Especial para Terra