Economia

publicidade
14 de maio de 2013 • 12h13

Telefônica e Mastercard lançam serviço de pagamentos via celular

A Telefônica e a MasterCard, por meio da empresa Mobile Financial Service (MFS), lançaram no mercado brasileiro nesta terça-feira o Zuum, serviço de pagamentos via celular do País. O diretor presidente da MFS, Marcos Etchegoyen, afirmou que o Brasil é um País que tem um grande número de pessoas sem acesso a serviços financeiros nas classes C, D e E e Zuum chega para atender esta demanda.

O serviço, que permite que clientes da operadora de telefonia Vivo acessem uma conta pré-paga no celular que permite a realização de transferência de valores, recargas para celular Vivo (próprio ou de terceiros) e pagamento de contas, conforme informações da assessoria de imprensa da MSF.

O usuário pode também comprar um cartão pré-pago MasterCard, que complementa e acessar a mesma conta pré-paga. O serviço estará disponível em cerca de 1,8 milhão de estabelecimentos conveniados e permitirá saques em caixas eletrônicos da Rede Cirrus no Brasil. O serviço será oferecido em cinco cidades do Estado de São Paulo (Osasco, Sorocaba, Mogi das Cruzes, Jundiaí e Guarulhos) e em Belo Horizonte (MG). A previsão da MFS é alcançar cobertura nacional até 2014.

Conforme a MSF, o Zuum quer "disseminar o conceito de pagamentos com segurança por meio de dispositivos móveis, promover a inclusão financeira de brasileiros que hoje não possuem conta em banco e oferecer uma alternativa de serviços depagamento à população, ao mínimo custo possível".

Tecnologia
O Zuum utiliza a tecnologia Unstructured Supplementary Service Data (USSD) que permite que o usuário irá acesse a conta diretamente do telefone celular Vivo, de qualquer modelo de aparelho, com a simplicidade de enviar uma mensagem de texto, porém sem custo. Para aderir ao programa, gratuito, o usuário deve ligar para *789# e carregar a conta pré-paga e começar a fazer movimentação. O serviço não possui taxa de manutenção ou anuidade.

Por telefone é possível fazer transferências de dinheiro, recargas de crédito da operadora Vivo para o próprio celular ou de terceiros, consultas de saldo e, no futuro, pagamento de contas.

Terra