0

Sem saturação, mercado de pizzarias vê horizonte promissor

1 mar 2012
07h24
  • separator

Seguindo a onda do bom momento econômico e do aumento do mercado de alimentação fora de casa, o segmento de pizzarias não para de crescer. De acordo com Enzo Donna, diretor da ECD, consultoria especializada em alimentação fora do lar, o crescimento do setor em 2011 deve chegar a 12% -o dado fechado ainda não foi divulgado. "Para 2012, a expectativa continua sendo de crescimento", analisa Donna. O sucesso do mercado deve atrair novos empresários. "Hoje, algumas redes americanas já estão de olho no mercado brasileiro", diz.

De acordo com a consultoria especializada em alimentação fora do lar ECD, a região Sudeste é responsável por 58% do mercado nacional de pizzas
De acordo com a consultoria especializada em alimentação fora do lar ECD, a região Sudeste é responsável por 58% do mercado nacional de pizzas
Foto: Shutterstock / Especial para Terra



Para o executivo, um dos motivos do crescimento do setor é o fato de a pizza ser um alimento democrático. "Quase todas as classes sociais consomem pizza. Os ingredientes usados podem até ser diferentes, mas em suma o produto é o mesmo."



De acordo com o estudo da ECD, a região Sudeste é dona de 58% do mercado nacional de pizzas. Só o Estado de São Paulo é responsável pela comercialização de cerca de 800 mil pizzas por dia. "São Paulo é um dos cinco maiores consumidores de pizza

per capita

do mundo", afirma Enzo.



Adílson Barbosa, diretor das Pizzarias Unidas, associação de pizzarias do Estado de São Paulo, afirma que o mercado de pizzas vem se tornando mais competitivo com a revenda do alimento em outros tipos de estabelecimentos. "Hoje, existem várias empresas oferecendo pizza - padarias, lojas de conveniência e supermercados, por exemplo. Essas novas formas de comercializar o produto estão tirando um pouco do mercado das pizzarias."



As dicas de Barbosa para quem decide entrar no mercado é ter um excelente modelo de gestão e boas ideias que possam gerar diferenciais. Segundo a Pizzarias Unidas, o Estado de São Paulo possui 10 mil pizzarias legalizadas.



Fugazzeta
Com três meses de mercado, a pizzaria Fugazzeta, da cidade de São Paulo, comercializa 400 pizzas por semana. O número ainda é inferior ao esperado por Miguel D'Agostinho, chefe de cozinha e um dos idealizadores do projeto. "Ainda não é o pico da expectativa, mas somos muito jovens no mercado. Esperamos que esse número chegue a 4 mil semanalmente", estima.

O investimento para a abertura da pizzaria foi de R$ 1,3 milhão. O montante foi destinado a toda infraestrutura do estabelecimento. Como diferencial sustentável, um dos fornos da Fugazzeta é a gás e assa as pizzas em até dois minutos.

Para 2012, os planos de expansão se concentram na abertura de cinco novas lojas. Até 2013, ele planeja chegar a dez unidades próprias e se tornar franqueadora, com a marca Fugazzeta's Delivery.

Cross Content
Especial para o Terra

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Fonte: Terra
publicidade