PUBLICIDADE

Saiba quais são as 10 profissões mais ameaçadas de extinção

Entre as carreiras citadas pelo estudo, aparecem as funções de carteiro, repórter de jornal e agricultor

17 jul 2014 18h09
| atualizado às 18h10
ver comentários
Publicidade
<p>Levantamento foi realizado pelo CareerCast</p>
Levantamento foi realizado pelo CareerCast
Foto: Getty Images

Por conta de novas tecnologias, algumas profissões acabam sumindo para dar espaço a outras. Segundo o último levantamento da consultoria americana CareerCast, a função de carteiro tem a pior perspectiva de contratações entre 200 carreiras pesquisadas nos Estados Unidos, com queda de 28% nas vagas até 2022.

Os carteiros não estão sozinhos neste novo cenário, os repórteres de jornal também terão de enfrentar uma retração de 13% no mercado de trabalho durante os próximos anos. Anunciantes do setor têm cortado seus orçamentos em quase 30% desde 2009, segundo relatório da NewspaperDeathWatch.com, citado pela CareerCast. 

Além dos carteiros e dos jornalistas, agricultores e técnicos em medição verão o espaço diminuir 19% em oito anos. Os agentes de viagem também sofrerão com as possibilidades de compra online de pacotes, passagens e reservas de hotéis. Lenhador, comissário de voo, operador de furadeira (metalúrgica), especialista em impressão (gráfica) e cobrador/analista de tributos são outras das dez profissões mais ameaçadas, conforme o estudo.

Nervoso? Veja dicas para se dar bem na entrevista de emprego Nervoso? Veja dicas para se dar bem na entrevista de emprego

Ranking Profissão Perspectiva até 2022
1 Carteiro -28%
2 Agricultor -19%
3 Leitor de medidores -19%
4 Repórter de jornal -13%
5 Agente de viagens -12%
6 Lenhador -9%
7 Comissário de bordo -7%
8 Operador de furadeira -6%
9 Assistente de impressão -5%
10 Cobrador/Analista de tributos -4%

 

Aprenda a abrir o próprio negócio Aprenda a abrir o próprio negócio
Quer realizar o sonho de montar o próprio negócio? Aprenda como se preparar da melhor maneira e destaque-se no mercado!Curso certificado pelo MEC, comece já!

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade