0

Com dólar ou euro, conheça a terra do Papai-Noel

16 dez 2013
07h20
atualizado às 09h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Nessa época do ano, o bom velhinho se torna onipresente por todos os lados, em shoppings, praças, ceias em família, programas de TV. Mas o personagem também recebe visitantes em sua casa. Quem quiser realizar um sonho de criança – e estiver disposto a passar alguns dias gelados na Escandinávia – pode visitar a Santa Claus Village (Vila do Papai-Noel). O lugar é uma das atrações da Lapônia, região que abrange os territórios da Finlândia, Suécia, Noruega e Rússia.

Além de figuras populares, o turismo na região é impulsionado por dois fenômenos naturais que acontecem no Círculo Polar Ártico. O primeiro, a aurora boreal, acontece no inverno europeu. Partículas solares e poeira espacial, ao entrarem na atmosfera terrestre, produzem um brilho colorido no céu. O sol da meia-noite é outro fenômeno bastante procurado na Lapônia. Devido à inclinação do eixo terrestre, a região pode passar até três meses durante o verão sem que haja noite. É a atração turística preferida na estação.

As paisagens, a vegetação e alguns pontos turísticos prometem desviar um pouco da atenção dada ao céu pelos viajantes. Há passagens por bosques de coníferas e pelos campos cobertos de neve da tundra no roteiro. O Cabo Norte, na Noruega, é um convite aos turistas a admirarem o Oceano Ártico. Quem quiser conhecer um pouco da história do lugar também pode visitar os museus Sami – tribo que habita a Lapônia – ou de pinturas rupestres. A visita ao Ice Hotel (Hotel de Gelo), na Suécia, é uma das atividades mais aguardadas pelos turistas.

Roberta Perez, guia brasileira da operadora Trans Nordic Tours, diz que a Lapônia é um destino exótico e extremamente divertido. Morando em Skelleftea, cidade ao norte da Suécia, desde 2006, Roberta conta que os brasileiros descobriram a Escandinávia e, desde então, preenchem toda a agenda da guia. “Geralmente são pessoas que já viajaram para muitos destinos e buscam algo novo, diferente e divertido”, afirma. E a sorte tem acompanhado os turistas que caçam as luzes da Aurora Boreal: “É sempre uma grande expectativa se conseguiremos ver ou não. Na última temporada, vimos em todos os grupos”.

Preços
Os preços dos pacotes para a Lapônia variam bastante conforme a estação. Para conhecer o lugar no inverno, por exemplo, é preciso desembolsar cerca de 2.270 euros (R$ 7.200). Esse valor inclui sete dias de viagem, hospedagem, jantares e entradas para os principais locais de visita. Já apreciar o sol da meia-noite no verão é mais barato. Os preços dos pacotes ficam em torno de 1.100 euros (R$ 3.500), por seis dias de viagem e os mesmos benefícios.

Despesas com a parte aérea e alimentação são por conta do turista. As passagens de ida e volta entre São Paulo e Rovaniemi, cidade finlandesa, custam em torno de US$ 3.300. Sobre a alimentação, Marli Sanchez, do departamento internacional da operadora de viagens Intravel, recomenda reservar de 15 a 25 euros (R$ 50 a R$ 80) para cada refeição individual. O seguro viagem para a União Europeia, da qual fazem parte a Finlândia e a Suécia, é obrigatório e varia de preço conforme o número de dias. Para passar uma semana no local, o preço médio é US$ 30 (R$ 70). Na Lapônia, é preciso portar passaporte com validade mínima de seis meses. O turista pode levar dólar, euro ou cartão de crédito internacional – comumente aceitos, segundo ela.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade