0

Ao passarem pelo Brasil, cruzeiros aceitam real e dólar

24 out 2013
07h36
atualizado às 07h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os cruzeiros são opções populares entre turistas de todo o mundo. O viajante pode encontrar pacotes com paradas em diferentes países, o que significa quase sempre diferentes moedas. Como os navios em geral não incluem casas de câmbio entre seus serviços, o turista brasileiro deve estar atento às formas de pagamentos e moedas aceitas nas embarcações, que variam de acordo com o roteiro.

Em viagens pela América do Sul, os cruzeiros aceitam dólares americanos, Traveller Checks também na moeda americana (que costumam ter uma taxa de 4% sobre o valor da operação), reais em espécie ou pagamentos com cartões internacionais. Para quem preferir pagar em dinheiro, é solicitado um depósito mínimo equivalente a US$ 150 por hóspede.

As únicas despesas que não podem ser pagas com cartões internacionais são as de cassinos, que aceitam apenas dinheiro em espécie. Para turistas estrangeiros que desembarcarem no Brasil, é recomendável converter sua moeda em real em casas de câmbio em terras brasileiras. O mesmo devem fazer os turistas brasileiros que viajarem em cruzeiros pelo mundo: a dica é trocar um pouco de dinheiro antes de embarcar e o restante já no ponto de destino.

Segundo a gerente de vendas e marketing da Costa Cruzeiros, Márcia Galvão, o navio Costa Fascinosa, um dos que fazem o roteiro na América do Sul, oferece a conversão do dólar americano para o real no roteiro sul-americano. Assim estrangeiros podem pagar despesas a bordo ou mesmo usar o dinheiro brasileiro na hora de desembarcar no País. Já nas viagens Brasil-Itália e Itália-Brasil, os pagamentos aceitos são apenas em cartões internacionais nos dois roteiros ou dólar e euro, respectivamente.

Atrações
Com capacidade para 3.800 hóspedes, o Costa Fascinosa oferece atrações como cinema 4D, simuladores de Grand Prix e de golfe, além de piscinas, festas, biblioteca e sala de musculação. O navio sai de Savona, na Itália, passa pelo Marrocos, Ilhas Canárias e Cabo Verde antes de alcançar a costa brasileira. Já no Brasil, alterna cruzeiros de seis a oito noites pela Bahia, Buenos Aires e Punta Del Este, saindo do porto de Santos, em São Paulo. 

O Brasil está entre os dez destinos mais procurados. Hoje, o País ocupa a sétima posição no ranking mundial de transporte de passageiros em cruzeiros, segundo dados da Cruise Lines International Association (CLIA). Segundo a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), para a próxima temporada, que inicia em novembro de 2013 e termina em abril de 2014, a costa brasileira deve receber pelo menos 668 mil passageiros em 12 transatlânticos, distribuídos em 242 opções de roteiro, de vários lugares do mundo. No último levantamento feito pela associação, referente à temporada de 2010\2011, os navios transportaram 100 mil estrangeiros, maioria vinda dos Estados Unidos e da Europa, contra 692 mil brasileiros.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade