1 evento ao vivo

Especialista dá dicas às empresas que miram mercado externo

10 jan 2014
07h10
  • separator
  • comentários

Para uma empresa conquistar o mercado internacional é preciso alguns cuidados. Além de uma maior exigência, as empresas devem estar sempre alertas ao dilema preço versus qualidade, para serem mais competitivas e ganharem a parcela de lucro que já pertence aos concorrentes externos.

Para obter sucesso, segundo o professor do instituto de economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Edson Peterli Guimarães, é preciso que as empresas fiquem atentas ao prazo de entrega dos produtos, desempenhem um atendimento de qualidade e adaptem seus produtos ao local de venda. “Geralmente, a empresa brasileira é empurrada para o mercado externo e não puxada”, afirma. O que faz uma empresa ser “puxada” para o mercado estrangeiro é quando o próprio mercado reconhece o produto da empresa como atraente. “Quando você tem um produto singular ou um preço bom, o mercado internacional busca o seu produto”, destaca.

As empresas que anseiam conquistar o mercado estrangeiro podem buscar, por exemplo, feiras de mercado, para expor seus produtos e despertar interesse. “A partir de uma primeira exportação as empresas vão obtendo expertise no mercado internacional”, aponta Guimarães.

Geralmente, os produtos das marcas brasileiras que chegam ao exterior passam por três fases – se forem bem sucedidas. A primeira fase é a de penetração de mercado, a segunda é a de manutenção e a terceira é a de expansão. Na penetração, a empresa começa a ter acesso ao comércio internacional. “Se a empresa entender aquele mercado como promissor e atraente, deve ter cuidados para perpetuar seus produtos naquele mercado”, aponta o especialista.

Na fase de manutenção, é preciso que as pessoas já reconheçam o produto da empresa. Ela deve ficar alerta para a escolha de cores dos produtos e de embalagens, que podem não ser aceitas em todos os lugares. A rede de fast food McDonald’s, por exemplo, além de alguns pontos de vendas com sanduíches normais, possui restaurantes kosher em Israel, onde a comida é preparada de acordo com os as leis judaicas.  Por fim, na fase de expansão, é possível galgar novos mercados e novas linhas de produtos. A marca já deve ser reconhecida e não mais só o produto.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade