1 evento ao vivo

Conheça a cidade de Parauapebas, maior exportadora do Brasil

14 jan 2014
07h10
  • separator
  • comentários

No centro da maior reserva mineral do mundo, a Serra dos Carajás, se encontra o município brasileiro que mais exportou em 2013. Trata-se de Parauapebas, cidade paraense distante cerca de 700 quilômetros da capital Belém. Até novembro do ano passado, Parauapebas havia exportado US$ 8,9 bilhões, superando São Paulo, Rio Grande, Santos e qualquer outro município brasileiro.

Parauapebas também detém o primeiro lugar no ranking de balanças comerciais do país. Diante das importações de US$ 185,6 milhões, o superávit era de US$ 8,7 bilhões até novembro. O principal responsável pelo número é o minério de ferro. A mercadoria representa cerca de US$ 8,7 bilhões das exportações. Em seguida estão os minérios de manganês. Juntos, os dois insumos industriais representam 99,95% do valor vendido para o exterior. O principal destino é a China. O país absorve 51,54% das exportações de Parauapebas. É seguido por Japão, Coreia do Sul, Alemanha e França.

Para Manoel Chaves, da Associação Comercial e Industrial de Parauapebas (ACIP), o domínio de produção de minério de ferro não é tão positivo para a cidade. Segundo ele, a diversificação da produção, por meio da criação de empresas siderúrgicas e estímulo a criação de outras matrizes econômicas, aumentaria a oferta de empregos e deixaria um legado para o município. Grande parte da mineração é desenvolvida pela empresa privada Vale. Para 2014, a instituição estima que a produção de ferro será de 312 milhões de toneladas. O número é 4,3% menor que o previsto em 2013.

O crescimento
Ainda que não tenha atingido os números de 2011, quando as exportações de Parauapebas foram de US$ 12 bilhões, há crescimento no setor em relação a 2012. Até novembro de 2012, os valores eram de US$ 7,9 bilhões. O crescimento em 2013 foi, portanto, de 12,6%. Analisando os números de 12 anos atrás, as exportações cresceram mais de onze vezes. A comparação é entre os valores dos 11 primeiros meses de 2013 com o número final de 2001, US$ 771,3 milhões.

A cidade
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que Parauapebas tenha 176.582 habitantes em seus 7 mil quilômetros quadrados. Chaves, porém, acredita em um número bem maior: 280 mil pessoas - de muitas origens. Atraídos pela oferta de empregos, trabalhadores de diferentes estados brasileiros migram para a cidade, mantendo as taxas de crescimento populacional entre 20% e 25%.

Apontando a pouca idade de Parauapebas (25 anos) como um dos fatores, Chaves afirma que a cidade enfrenta dificuldades quanto à infraestrutura. “Faltam órgãos públicos, como delegacias. Muitas vezes os trabalhadores ficam anos sem documentos. Educação e saúde são caros e há problemas no saneamento básico e transporte”, relata.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade