inclusão de arquivo javascript

 

 
 

Economia » Notícias

 Venezuela aprova 2 consórcios para licitação de petróleo

22 de janeiro de 2010 • 10h21

O governo venezuelano confirmou na quinta-feira que autorizou ao menos dois consórcios a avançarem no processo de licitação do projeto de petróleo pesado Carabobo, na Faixa Petrolífera do Orinoco, quando falta uma semana para o dia de recepção de ofertas.

Nesta semana, fontes envolvidas no processo disseram que 12 empresas formalizaram seu avanço à fase de ofertas e se formaram ao menos quatro consórcios, que esperam a autorização ministerial para poder fazer um lance em 28 de janeiro.

"De todos os consórcios recebidos, há ao menos dois aprovados", disse a jornalistas o ministro de Energia, Rafael Ramírez, após uma reunião do presidente Hugo Chávez com o emir do Catar, o xeque Hamad bin Khalifa Al-Thani.

Ramírez descartou que as petrolíferas participem sozinhas, ainda que fontes da indústria falassem sobre a possibilidade de a angloholandesa Shell e a britânica BP participarem individualmente.

Entre as empresas formalmente inscritas, estão a americana Chevron, a francesa Total, e

espanhola Repsol, a venezuelana Suelopetrol e as japonesas Mitsubishi, Inpex e Jogmec, disseram as

fontes.

Carabobo contempla investimentos de entre US$ 10 bilhões e US$ 20 bilhões para cada um dos três projetos, com uma capacidade potencial de produção conjunta de 1,2 milhão de barris por dia. A previsão é que o Ministério de Energia anuncie os ganhadores em 10 de fevereiro.

» Confira mais notícias sobre Economia


» Siga o Terra no Twitter

Reuters News


Todos os direitos de reprodução e representação reservados.
 
 
 
 
 
Disculpe, seu navegador não aceita frames<a href="www.terra.com.br"> terra </a>