inclusão de arquivo javascript

 

 
 

Economia » Notícias

 Saiba onde encontrar crédito para material de construção

20 de dezembro de 2009 • 06h00

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta semana que vai destinar uma linha de R$ 1 bilhão, do Crediário Caixa Fácil, para compra de materiais de construção. No entanto, o banco não detalhou quais prazos e taxas serão oferecidas neste produto, que ainda está na fase de estabelecimento de convênios. Para quem não quer esperar, o Terra consultou os principais bancos brasileiros para quais as modalidades eles oferecem de imediato para a compra de materiais de construção.

Um atrativo para a compra no momento foi o anúncio em 25 de novembro, da prorrogação da isenção da cobrança de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para produtos deste tipo.

Entre os sete grandes bancos brasileiros, apenas quatro dispõe de linhas específicas para a compra de materiais de construção (Caixa, Banco do Brasil, Bradesco e Santander). Procurados, HSBC, Itaú Unibanco e Nossa Caixa disseram não dispor de tal modalidade.

Caixa Econômica


Na Caixa Econômica, a linha disponível atualmente é a do cartão Construcard, que utiliza recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os juros disponibilizados são de 1,57% ao mês + TR (Taxa Referencial).

No Construcard, há um prazo de dois a seis meses onde o comprador pode optar por pagar apenas os juros do financiamento (sem abater o valor principal da dívida). Esse período é chamado pela Caixa como "utilização", onde o consumidor vai realizar todas suas compras de material de construção. Depois, será dado um prazo de um a 58 meses onde o financiamento será quitado. A soma dos dois períodos não pode ultrapassar 60 meses, destaca o banco.

Para contratar a modalidade o interessado precisa ser cliente da Caixa e procurar uma agência do banco. Também será necessário que o consumidor passe por avaliações cadastral e de risco. Somente em 2009, segundo a Caixa, as contratações desta modalidade já atingem R$ 3,4 bilhões.

Banco do Brasil


Também disponível apenas para clientes correntistas, a linha BB Crédito Material Construção oferece 180 dias para começar a pagar, mínimo dois e no máximo 60 meses para quitar a dívida e juros que vão de 1,66% a 3,13% ao mês. O valor mínimo para contratação é de R$ 70 e o máximo de R$ 50 mil.

Segundo o BB, cada cliente do banco pode verificar o limite de crédito que tem disponível na modalidade consultando seu extrato emitido em caixas automáticos ou pela internet. A opção do banco está disponível apenas para compras em lojas conveniadas (consulte relação » aqui).

Para usar o crediário do BB o cliente deve selecionar o pagamento na função débito de seu cartão (Visa Electron) e solicitar o CDC (Crédito Direto ao Consumidor). Depois ele escolhe o número de parcelas e a data de vencimento do primeiro pagamento. Após digitar a senha a modalidade vai estar contratada e as demais parcelas serão debitadas diretamente da conta corrente.

Bradesco


A linha especial para a compra de materiais de construção do Bradesco também é disponível apenas para clientes do banco. A compra, assim como no Banco do Brasil, deve ser realizada em lojas conveniadas. A instituição recomenda que o interessado procure a agência mais próxima para descobrir a loja mais perto de sua casa que dispõe da modalidade.

De posse do orçamento da compra, o cliente deverá ir à agência do Bradesco onde possui conta corrente. O pedido então será submetido a uma análise de crédito. Caso seja aprovado, o banco emitirá uma autorização para que o cliente volte à loja e efetive a compra.

No Bradesco, o financiamento mínimo é de R$ 500 e o máximo de R$ 7 mil, com juros que vão de 1,89% a 3,69% ao mês. O prazo de pagamento máximo é de 36 meses.

Santander


Apesar de não ter uma linha específica para compra de material de construção, o Santander afirmou que tem uma modalidade que julga ser adequada para este fim. O banco disponibiliza crédito com prazo máximo de 48 meses para pagar, juros a partir de 2,19% ao mês e até 119 dias para quitar a primeira parcela.

Para contratar, o cliente pode usar os canais de atendimento do banco (caixa eletrônico, agências, atendimento telefônico e internet). A contratação é sujeita a análise de risco e tem valor máximo de R$ 50 mil. Acima desse valor, o crédito pode ser obtido somente nas agências da instituição financeira.

» Caixa terá R$ 1 bi para financiar materiais de construção

Redação Terra
Todos os direitos de reprodução e representação reservados.
 
 
 
 
 
Disculpe, seu navegador não aceita frames<a href="www.terra.com.br"> terra </a>