Economia

publicidade
05 de janeiro de 2012 • 06h20

Maior rede de brinquedos do Brasil pode ser vendida a investidores

 

O fundador das lojas Ri Happy, Ricardo Sayon, estaria negociando a venda da rede que possui 110 unidades no Brasil, segundo afirma o jornal Folha de S.Paulo nesta quinta-feira. A maior rede de brinquedos do País busca potenciais compradores e contratou o escritório Miguel Neto Advogados para auxiliar a operação.

De acordo com a publicação, o principal interessado no momento é o fundo privado Carlyle, que administra US$ 148 bilhões de investidores pelo mundo (valor de 30 de setembro de 2011). No Brasil, o grupo Carlyle tem participações na operadora de turismo CVC, na rede de saúde Qualicorp, e na dona das marcas TriFil e Scala.

Terra