0

Forbes: atriz e brasileiro estão entre destaques abaixo de 30 anos

6 jan 2014
17h50
atualizado às 17h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Menos conhecida do grande público, Olivia Wilde é mais influente nos negócios por meio de trabalhos filantrópicos</p>
Menos conhecida do grande público, Olivia Wilde é mais influente nos negócios por meio de trabalhos filantrópicos
Foto: Getty Images

O músico Bruno Mars, a atriz e empresária Olivia Wilde e a tenista Maria Shaparova são os rostos mais conhecidos da lista com que a revista Forbes começa o ano, "30 abaixo de 30", uma nova e poderosa geração que tem Pedro Lourenço, na categoria artes e estilo, como o único brasileiro da lista.

Mars, o cantor hawaiano de 28 anos que fará o espetáculo no intervalo do próximo Superbowl (final da liga profissional de futebol americano dos EUA) e autor de canções como "Just the Way You Are", venceu outros jovens prodígios da cena musical como Lady Gaga, Justin Bieber e a neozelandesa Lorde, que tem só 17 anos.

"É um momento estimulante para ser jovem e ambicioso. Nunca antes a juventude tinha sido uma vantagem tão grande. Suas ambições são maiores, e encaixam perfeitamente com o mundo digital em que cresceram: dinâmico, empreendedor e impaciente", explica a prestigiada publicação na terceira edição da lista, dividida em 15 categorias e com 30 escolhidos em cada uma.

Os critérios são mais empresariais que artísticos, por isso a lista de personalidades de Hollywood não foi liderada pela atriz Jennifer Lawrence, última ganhadora do Oscar, ou pela criadora e protagonista da série "Girls", Lena Dunham. Ambas foram ofuscadas pela multifacetada Olivia Wilde, menos conhecida do grande público, mas mais influente em termos sociais através de seus trabalhos filantrópicos e sua iniciativa Conscious Commerce, tudo construído com seu olfato para encontrar financiamento. E é seu último ano com chances de entrar na lista, já que tem 29 anos.

O único brasileiro a entrar na lista foi o jovem estilista Pedro Lourenço. Aclamado em sua estreia na semana de moda de Paris quando tinha apenas 19 anos, Pedro é filho dos consagrados estilistas brasileiros Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço, e desde sempre se viu no meio do mundo da moda. Coleções recentes incluíram camisas de inspiração aviador, calças cortadas e psicodélicas jaquetas bomber estampadas.

Quem dominou a categoria de finanças foi Lucas Duplan, que com 22 anos encabeça a lista graças ao aplicativo Clinkle, que permite realizar transações financeiras em smartphones, projeto que atraiu olhares de personalidades como Richard Branson, Peter Thiel e Andreessen Horowitz.

Nos esportes, a tenista russa Maria Shaparova, de 26 anos, lidera a lista não só por seus sucessos na quadra, mas pelas campanhas que fez para Porsche, Motorola, Tiffany's e Nike, assim como sua própria linha de balas Sugarpova, que já lucrou US$ 6 bilhões.

No setor tecnológico, o título foi dividido por Evan Spiegel e Bobby Murphy (23 e 25 anos, respectivamente), criadores do Snapchat, aplicativo de mensagens instantâneas que tem como diferencial que o conteúdo enviado se autodestrói logo depois de enviado. Seu valor estimado em dezembro era de US$ 2 bilhões.

No social, a responsável pela fundação da menina paquistanesa atacada pelos talibãs Malala Yousafzai, a jovem de 24 anos Shiza Shahid, é a mais poderosa de sua geração; enquanto no setor de alimentação triunfou Meg Gill, que com 28 anos é co-fundadora da cervejaria artesanal Golden Road Brewing.

O estilista Pedro Lourenço é o único brasileiro na listagem
O estilista Pedro Lourenço é o único brasileiro na listagem
Foto: Getty Images

O co-fundador do site de compartilhamento de documentos Scribd, Trip Adler (setor multimídia); o fundador da empresa de mecânica aeronáutica Ascension Air Managemente, Jamail Larkins (energia e indústria, categoria que estreou este ano), e o criador da rede social didática Edmodo, Nic Brog (em educação), lideram em suas categorias.

O executivo-chefe de Oculus VR, Palmer Luckey (em videogames); o idealizador do site enciclopédico de arte Artsy, Carter Cleveland (em arte e estilo); o fundador do programa administrador de dados legislativos OpenGov, Nate Levine (em direito); o co-fundador de Kiip, Brian Wong (em publicidade e marketing), e a cientista que não pôde terminar seus estudos em Stanford Divya Nag (em ciência e saúde) fecham as listas.

&amp;lt;a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/economia/infograficos/mais-ricos-2013/iframe.htm" href="http://www.terra.com.br/economia/infograficos/mais-ricos-2013/iframe.htm"&amp;gt;veja o infogr&aacute;fico&amp;lt;/a&amp;gt;

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade