0

Boeing fornecerá armamento para Super Tucano da Embraer

10 jul 2012
12h35
atualizado às 15h18
  • separator

A americana Boeing vai fornecer novos sistemas de armamento para o avião de combate leve Super Tucano, da Embraer, fortalecendo a posição da fabricante brasileira em uma licitação promovida pela Força Aérea dos Estados Unidos. O novo sistema de armamentos oferecerá um maior alcance inteligente de bombas guiadas por laser e GPS, e atenderão a futuras demandas de clientes, disseram as companhias em comunicado conjunto nesta terça-feira.

Veja a comparação entre o Airbus A380 e o Boeing 747-8

O acordo reforça a oferta da Embraer em uma licitação de um contrato da Força Aérea americana fortemente contestado no início deste ano. A licitação para compra de 20 aviões de combate leve para missões de contrainsurgência no Afeganistão tinha sido vencida pela Embraer, mas foi cancelada e reiniciada. "Essa integração amplia o conteúdo da proposta apresentada à Força Aérea dos EUA, oferecendo recursos que atendem não apenas aos requisitos do programa LAS (Light Air Support), ou Apoio Aéreo Leve, mas que os superam de forma significativa", disse a Embraer.

O contrato com a Força Aérea dos EUA representaria a entrada da Embraer no importante mercado de Defesa americano, que tem o maior orçamento do mundo. Inicialmente, o negócio é estimado em US$ 355 milhões. A Embraer e sua parceria americana Sierra Nevada venceram a disputa em uma rodada anterior de licitação, mas que foi cancelada após uma ação judicial da concorrente Hawker Beechcraft.

A frota de Super Tucano já acumulou mais de 157 mil horas de voo, incluindo 23 mil horas de combate. A aeronave está certificada para mais de 130 configurações de armamento e já foi selecionada por 10 clientes em três continentes. O anúncio desta terça-feira é um desdobramento da assinatura de um acordo feito entre Boeing e Embraer em abril para parceria em diversas áreas.

Em 26 de junho, Boeing e Embraer anunciaram cooperação no programa do cargueiro KC-390 da fabricante brasileira. Nessa frente, as empresas irão compartilhar conhecimentos técnicos específicos e avaliar conjuntamente mercados onde poderão estabelecer estratégias de vendas no segmento de aeronaves de transporte militar de médio porte.

Super Tucano receberá armamento da Boeing
Super Tucano receberá armamento da Boeing
Foto: Divulgação

Veja também:

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) defende representatividade mínima de 30% de mulheres na direção dos partidos
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade