Economia

publicidade
07 de abril de 2013 • 11h25 • atualizado às 11h46

Estado de bem-estar virou estilo de vida para britânicos, diz Cameron

"Dizemos a todas as pessoas que trabalham duro em nosso país: estamos a seu lado", disse o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron
Foto: Reuters

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, destacou neste domingo que o sistema de Estado de bem-estar "perdeu o rumo" e virou um "estilo de vida" para alguns britânicos.

"O Estado de bem-estar foi criado para ajudar as pessoas a sair da pobreza, mas muitas pessoas ficam presas dentro do sistema. Devia ser uma medida provisória em tempos difíceis, mas se tornou para muitos um estilo de vida", afirma Cameron em um texto publicado no jornal The Sun.

O sistema de prestações sociais "foi concebido para nos unir, mas está criando ressentimentos", completou o primeiro-ministro conservador.

"Ninguém quer trabalhar duro e ver que sua renda, recebida com sacrifício, financia coisas que alguém não pode bancar ou mantém gerações sob a dependência", escreveu, ao defender sua reforma do sistema social que entra em vigor este mês.

"Assim, este mês faremos grandes mudanças. São mudanças ditadas por um princípio simples: restabelecer a justiça que deveria estar no centro de nosso sistema social e de nosso regime tributário".

"Dizemos a todas as pessoas que trabalham duro em nosso país: estamos a seu lado", completou.

O Reino Unido enfrenta a reforma mais drástica de suas políticas sociais na última década com a meta de David Cameron de reduzir o déficit público.

AFP