0

Sinal avisa se ligação é da mesma operadora

15 set 2015
10h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Você já reparou que quando ligamos de um celular para outro às vezes toca um “barulhinho” antes de começar o som de chamada e, outras vezes, não?

Essa melodia rápida, de apenas 2 segundos, aparece quando uma pessoa faz uma ligação local para outro número da mesma operadora. O sinal ajuda as pessoas a terem essa informação de uma forma fácil, já que ligações entre celulares da mesma operadora costumam ter preços menores do que entre operadoras diferentes.

Ouça o sinal sonoro no link: http://www.anatel.gov.br/hotsites/Campanhas_Publicitarias/Audio/sinal_sonoro.WAV

A curta melodia é tocada em ligações locais, ou seja, de aparelhos da mesma área de registro. Para saber se os números são da mesma área, basta observar se ambos têm o mesmo DDD.

Sinal sonoro identifica mesma operadora
Sinal sonoro identifica mesma operadora
Foto: FreeDigitalPhotos - fantasista

O “barulhinho” se tornou necessário depois que surgiu a portabilidade – ou seja, a regra da Anatel que dá às pessoas o direito de manter seu número mesmo mudando de prestadora. Antes, as pessoas sabiam quem era da mesma operadora pelos primeiros dígitos do telefone. Com a possibilidade de trocar de prestadora e manter o número, usuários ficaram sem saber quando ligavam para celulares da mesma empresa ou não.

Quase 18 milhões de portabilidades de telefonia móvel já foram efetivadas desde que os consumidores passaram a ter essa opção, das quais 2,38 milhões foram realizadas em 2014, conforme dados da ABR Telecom, entidade que administra a portabilidade numérica no país.

E se não toca o barulhinho? Pelo site da ABR Telecom é possível descobrir de que operadora é o número.

Algumas empresas chegaram a criar suas próprias melodias para identificar chamadas dentro da rede. Para evitar a multiplicidade de músicas, capazes de confundir o consumidor, a Anatel decidiu padronizar esse som. Desde agosto de 2014, todas utilizam o sinal sonoro estabelecido pela Agência. A melodia foi criada pelo servidor da Anatel Abraão Balbino e Silva, que é engenheiro de redes de comunicação e músico. “Tinha que ser algo novo e curto”, diz.  

Silva explica que foi realizada uma análise com as centrais telefônicas e com fabricantes de aparelhos em busca de um som que pudesse ser reproduzido de forma fácil e a baixo custo. O engenheiro escreveu as notas musicais e depois as transpôs para a frequência usada nas centrais.

(fonte: Anatel)

 

Fonte: Squimb Conteúdo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade