Economia

publicidade
22 de janeiro de 2013 • 16h28

Dilma falará em cadeia nacional para garantir desconto na conta de luz

Diante da possibilidade de encarecimento da conta de luz por causa do uso constante de usinas termoelétricas na geração de energia, a presidente Dilma Rousseff virá a público nesta quarta-feira, em cadeia de rádio e televisão, assegurar o compromisso em reduzir a tarifa de eletricidade para o consumidor final. A promessa de redução média da tarifa foi feita pela própria presidente em setembro do ano passado também por meio de pronunciamento à Nação.

Neste início de ano, os temores com um possível racionamento de energia foram uma constante em diversos setores. Apreocupação foi com a falta de chuvas que levou os reservatórios das hidrelétricas ao menor nível dos últimos 10 anos. Na primeira semana do ano, Dilma chegou a antecipar seu retorno de férias para conduzir de perto reunião com o setor elétrico.

Para garantir o abastecimento, o governo decidiu acionar as usinas termoelétricas - movidas a gás -, cuja produção é mais cara. O desligamento dessas usinas ainda é uma incógnita e especialistas no setor projetam uma perda real de parte do desconto no ano que vem.

Mais segura do cenário, segundo auxiliares do Planalto, a presidente tentará acalmar a população e assegurar que não só não haverá desabastecimento, como também o valor da conta de luz continuará o mesmo prometido: 16,2% para consumidores domésticos e 28% para o setor produtivo.

Terra