1 evento ao vivo

Saiba como agir em caso de superaquecimento do motor

21 jun 2013
07h21
atualizado às 07h21
  • separator
  • comentários

É normal sempre lembrar de abastecer o carro, verificar a pressão dos pneus e o nível do óleo. Outro item fundamental para o funcionamento do automóvel é o nível da água. Quando ela falta, o carro superaquece. O que fazer nesses casos?

O melhor é evitar que esse problema ocorra. Para isso alguns cuidados simples podem ser adotados. O primeiro é conferir o nível da água. “É recomendado olhar uma vez por semana antes de ligar o carro pela manhã”, explica o supervisor técnico de Automotiva do Senai do Rio de Janeiro (Seinai-RJ), Edilson Caldas. Também é preciso estar atento a cor dessa água. Se ela estiver marrom, com sinais de ferrugem, pode gerar entupimento, o que vai causar superaquecimento mesmo que o nível esteja alto.

O motivo mais comum para o superaquecimento é o nível baixo da água, mas também pode ocorrer por problemas elétricos no sistema de ventilação. O reservatório pode ficar com pouca água por vazamentos, que nem sempre são perceptíveis e mesmo o menor dos furos pode causar problemas, mas a falta de atenção também pode ser o motivo. “Acontece muito de o usuário verificar o nível, encher o reservatório, e não fechar totalmente a tampa”, comenta Caldas.

Se o carro chegar no ponto de superaquecer, alguns cuidados precisam ser tomados. Antes de mais nada, assim que for constatado o superaquecimento, é preciso parar o carro e desligá-lo. “Todo mundo tem a tendência de abrir a tampa e colocar água na mesma hora. O ideal é não fazer isso”, alerta. De acordo com Caldas, ao abrir a tampa do radiador logo após parar, corre-se o risco de espirrar água quente, o que machucará quem estiver em volta. E colocar água gelada imediatamente, como algumas pessoas acham que poderia ajudar a reduzir a temperatura, poderia causar um choque térmico.

O ideal é aguardar entre 10 e 15 minutos, o suficiente para poder manusear a tampa sem causar um acidente, e se for apenas a falta de água, completar. “Depois disso é preciso ligar o carro para ver se não vai subir a temperatura. Se subir, pode ser um problema mecânico”. Caso isso aconteça, é preciso levar o veículo em uma oficina ou autorizada, onde será feita a avaliação do problema. Se não subir a temperatura, o motorista pode seguir viagem, mas deve verificar novamente a água para conferir se ela não reduziu demais, o que pode ser um indicativo de que há vazamento.

Fonte: Canarinho Press Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade