Meu automóvel

publicidade
13 de agosto de 2013 • 07h07

Não se assuste, pó escuro nas rodas é normal

Você já deve ter visto um pó escuro nas rodas do carro, especialmente nas dianteiras. Ele pode até deixar uma aparência estranha, mas não há motivos para preocupação. O resíduo é normal, resultado do desgaste do atrito das pastilhas de freio com os discos.

O pó é mais normal nas rodas dianteiras porque é mais comum no Brasil o freio a disco somente na frente.  “A cor escura do pó é justificada pela composição do disco e pastilhas para freio. Cerca de 90% da quantidade de pó gerada é proveniente do disco, composto usualmente por ferro fundido cinzento, com uma quantidade significativa de carbono. O restante é formado por resíduos do desgaste das pastilhas com uma composição de fibras metálicas e  não-metálicas,  carbono,  entre outros componentes”, explica André Brezolin, engenheiro  da Fras-le.

Conforme André, não há uma recomendação específica sobre a quantidade de pó que pode se acumular sobre a roda do veículo, visto que a quantidade de pó que ficará aderida à roda irá  depender  de fatores  como: tipo  do material da roda e também do seu acabamento, geometria (desenho) da roda,  temperatura  de  trabalho dos  freios,  tipo de utilização do  veículo, condições climáticas e composição química das pastilhas e discos para freio.

A tendência, com o passar do tempo e não havendo a limpeza, é a quantidade  de  pó  aumentar, fazendo  com  que  a  cor  da roda seja alterada em função do pó acumulado. Normalmente, algumas pastilhas de freio com composições químicas diferenciadas,  como  as  que  levam  compósitos  cerâmicos,  produzem  uma  menor  abrasão  contra  o  disco  de  freio,  gerando  assim menor quantidade de pó sobre a roda.

Por isso, o melhor mesmo é manter em dia a revisão dos componentes de freio. O engenheiro da Fras-le diz que as pastilhas e discos devem ser verificados preventivamente a cada 10 mil quilômetros ou  quando o usuário perceber  qualquer  anomalia no freio do veículo como, por exemplo, falta de eficiência de frenagem e o pedal de freio baixo.

Canarinho Press Terra