PUBLICIDADE

Etanol só é mais vantajoso que gasolina em 2 Estados

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em pesquisa de 14 a 20 deste mês, o combustível derivado da cana só era mais vantajoso economicamente em Goiás e Mato Grosso

24 abr 2013 08h00
| atualizado às 09h14
ver comentários
Publicidade

No dia em que o governo federal apresentou um plano para estimular a produção de cana-de-açúcar no Brasil e aumentar a produção de etanol - mas não garantir que o preço do combustível cairá para o consumidor - o etanol era vantajoso para motoristas que têm carros com motor flex em apenas dois Estados brasileiros.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em pesquisa de 14 a 20 deste mês, o combustível derivado da cana só era mais vantajoso economicamente em Goiás e Mato Grosso. Em todos os outros Estados brasileiros e no Distrito Federal o preço da gasolina era mais competitivo.

Embora mais barato, o etanol é um combustível que é consumido mais rápido pelo motor flex de um carro em relação à gasolina. Por isso, para saber qual dos dois é mais vantajoso é preciso multiplicar o preço por litro da gasolina por 0,7. A partir daí é possível comprar com o preço por litro do etanol - se o valor ajustado da gasolina for maior, vale o etanol; se for menor, fique com o derivado do petróleo.

<a href="http://www.terra.com.br/economia/infograficos/guia-carros-0km/iframe2.htm">veja o infogr&aacute;fico</a>

Plano do governo
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na terça-feira, em Brasília, medidas para estimular a produção de cana-de-açúcar no País. Apartir de 1º de maio, em vez de 20%, a gasolina que sai das bombas passará a ter 25% de etanol.

Outra decisão do governo é zerar a alíquota de PIS/Cofins incidente sobre o etanol. "Atualmente, a indústria paga R$ 0,12 por litro de etanol. O que vamos fazer é dar um crédito de PIS/Cofins correspondente, vamos neutralizar o tributo, o que vai gerar uma renúncia fiscal de R$ 970 milhões em 2013", afirmou Mantega.

Apesar do benefício concedido, não há o compromisso por parte das distribuidoras de reduzir o preço do combustível para o consumidor. "O aumento da mistura vai reduzir o preço da gasolina, mas o objetivo da redução do preço do etanol é dar condições para que o setor faça mais investimentos. Ele não vai repassar toda a redução para o preço, deve passar uma parte, mas o objetivo é que o setor tenha margem maior para ampliar produção, que é o que nos interessa. Pode, futuramente, reduzir o preço pelo aumento da oferta do produto", disse Mantega.

Estado Preço da gasolina (R$/l) Etanol (R$/l) Combustível mais vantajoso
Distrito Federal 2,99 2,27 Gasolina
Goiás 2,895 2,01 Etanol
Mato Grosso 3,022 1,987 Etanol
Mato Grosso do sul 3,012 2,235 Gasolina
Alagoas 2,899 2,428 Gasolina
Bahia 2,957 2,281 Gasolina
Ceará 2,844 2,352 Gasolina
Maranhão 2,844 2,403 Gasolina
Paraíba 2,801 2,242 Gasolina
Pernambuco 2,823 2,282 Gasolina
Piauí 2,734 2,4 Gasolina
Rio Grande do Norte 2,895 2,424 Gasolina
Sergipe 2,919 2,479 Gasolina
Acre 3,252 2,635 Gasolina
Amapá 2,903 2,351 Gasolina
Amazonas 2,997 2,476 Gasolina
Pará 2,98 2,568 Gasolina
Rondônia 3,051 2,472 Gasolina
Roraima 3,017 2,615 Gasolina
Tocantins 3,052 2,27 Gasolina
Espírito Santo 2,933 2,553 Gasolina
Minas Gerais 2,906 2,18 Gasolina
Rio de Janeiro 3,012 2,308 Gasolina
São Paulo 2,775 1,946 Gasolina
Paraná 2,867 2,055 Gasolina
Rio Grande do Sul 2,833 2,487 Gasolina
Santa Catarina 2,832 2,473 Gasolina

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade