Economia

publicidade
25 de fevereiro de 2013 • 16h09

Bovespa fecha perto da estabilidade, pressionada por tombo de OGX

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) terminou o pregão desta segunda-feira em leve queda, com o tombo da petrolífera OGX ofuscando o forte avanço da siderúrgica Usiminas na sessão. O Ibovespa cedeu 0,14%, a 56.617 pontos. A sessão foi instável - o índice oscilou entre alta de 0,8% e queda de 0,49%. O giro financeiro do pregão foi de R$ 7,5 bilhões. OGX pressionou o índice, ao registrar sua pior queda diária de fechamento desde 28 de junho de 2012. O papel caiu 8,91%, a R$ 3,27.

O tombo ocorre após as fortes oscilações com as ações na semana passada, em meio a rumores de que o controlador Eike Batista estaria negociando a venda de participação na petrolífera para a Petronas, da Malásia. Em resposta aos rumores, a OGX informou na noite de sexta-feira que mantém permanente contato com vários investidores sobre oportunidades de negócios, mas que no momento não há nenhuma negociação consumada.

"A empresa adquiriu uma volatilidade muito grande na bolsa", disse o analista Lucas Brendler, da Geração Futuro. Segundo ele, o papel deve continuar suscetível a movimentos bruscos, pelo menos até a empresa conseguir entregar os resultados esperados. Ainda no setor de petróleo e gás, a preferencial da estatal Petrobras perdeu 1,17%, a R$ 16,95.

Por outro lado, as ações preferenciais da Usiminas ajudaram a limitar o recuo do Ibovespa, com alta de 6,82%, a R$ 9,87. Segundo operadores, rumores não confirmados sobre um possível novo reajuste de preços pela siderúrgica foram os responsáveis pela disparada de Usiminas.

As preferenciais da mineradora Vale, que divulga o balanço do quarto trimestre na quarta-feira, avançaram 0,53%, a R$ 34,28, num respiro após as quedas recentes. Investidores também reagiram bem aos resultados trimestrais de Telefônica Brasil e Duratex, com as ações subindo 3,26% e 2,38%, respectivamente.

No exterior, o dia foi de fortes perdas, diante de incertezas sobre os resultados das eleições na Itália. Levantamentos preliminares indicavam a possibilidade de um Parlamento dividido no país, o que serviria de obstáculo a reformas econômicas e ameaçaria a estabilidade na zona do euro. Em Nova York, o índice Dow Jones fechou em queda de 1,55%, e o S&P 500 perdeu 1,83%.

Saiba mais
O mercado acompanha de perto o desempenho do Ibovespa porque este é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. O índice retrata o comportamento dos principais papéis negociados na bolsa. A pontuação do Ibovespa aumenta na medida em que sobe o valor das ações.

Terra