6 eventos ao vivo

Banco Central atua no mercado e dólar sobe

29 mar 2016
11h09
  • separator
  • 0
  • comentários

O dólar opera em alta nesta terça-feira (29) após a interferência do Banco Central no mercado com a intenção de evitar novas valorizações do real ante a moeda norte-americana.

Banco Central negociou US$ 750 milhões em contratos de swap cambial reverso
Banco Central negociou US$ 750 milhões em contratos de swap cambial reverso
Foto: Pixabay / O Financista

Foi realizado um leilão de swap cambial reverso, que equivale a compra futura, entre 9h30 e as 9h40. Dos 20 mil contratos ofertados, foram negociados 19.520 no valor de US$ 750 milhões.

“Esse resultado mostra que o mercado está em busca de proteção mesmo. A intenção do BC era essa: represar um pouco da valorização do real. O BC já havia sinalizado que não quer dólar abaixo de R$ 3,60”, afirma Ricardo Gomes da Silva, superintendente da SLW Corretora.

A valorização do dólar em dia de convenção do PMDB que decidirá o rumo do partido no governo sinaliza que o mercado já conta com a saída da sigla da base aliada. “A formalização da saída do PMDB não vai mudar o nível de preço”, diz Silva.

O movimento de saída do PMDB da base governista deu seu primeiro passo na noite de segunda-feira (28) com o pedido de demissão do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Ele foi o primeiro dos sete ministros do PMDB a deixar o governo da presidente Dilma Rousseff.

Em carta, o ex-ministro afirmou que sempre prezou pelo diálogo permanente, mas demonstrou que a alternativa parecia ter se desgastado recentemente. “Diálogo este que – lamento admitir – se exauriu.”

Fontes afirmaram à Bloomberg que outros ministros do PMDB também devem entregar seus cargos. Helder Barbalho estaria prestes a deixar o comando da Secretaria de Portos, enquanto Celso Pansera e Eduardo Braga pedirão demissão das pastas de Ciência, Tecnologia e Inovação e Minas e Energia, respectivamente. Procuradas pelo O Financista, as assessorias de imprensa de Barbalho, Pansera e Braga negaram a informação.

Neste contexto, o dólar à vista tinha alta de 0,95%, cotado a R$ 3,6627.

O Financista Todos os direitos reservados
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade